5 passos para criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto, seja ele um e-book, um curso em vídeo, um aplicativo, ou qualquer outro tipo de venda de conhecimento, vai te ajudar a começar da maneira correta e com muito mais chances de sucesso.

Esse é o principal objetivo desse artigo, te ajudar a aumentar consideravelmente as chances de sucesso e os resultados com seu infoproduto.

Talvez sinta falta aqui de alguns jargões como persona, avatar e outros do gênero, mas posso te garantir que meu método funciona, pois já lancei +20 infoprodutos, todos com sucesso, tanto e-book, quanto cursos em vídeo, e até mesmo um curso presencial chamado Vá para o Próximo Nível.

5 passos para criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto é uma das tarefas mais difíceis para infoprodutores iniciantes e, por isso mesmo, um dos motivos de fracasso dos lançamentos (fora os produtos que nem são produzidos por conta de não se conseguir público para eles).

Esses passos são os que sempre uso na criação de um novo infoproduto, e um dos motivos de meu sucesso com meus alunos.

Passo 1- Entenda quem é seu público alvo

criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Persona… avatar… leads… esqueça isso, sério!

Você quer ser chamado por um número ou rótulo? Eu não!

Você quer ser apenas mais um? Eu não! E pode ter certeza que seu público alvo está cansado de ser “apenas” mais um.

Defina as pessoas baseado no problema que elas enfrentam, e que seu conhecimento resolve. Ao focar na solução de problemas, você verá que tudo começa a ficar mais simples. Em vez de se preocupar com idade, sexo, etc, você começa a se preocupar com pessoas que tem um problema e não conseguem resolver. E você pode ajudar.

A partir disso, você pode criar seu público alvo e encontrá-lo mais facilmente.

Exemplo, tenho conhecimento para resolver o problema de pessoas que pensam em criar um curso online, tem o conhecimento necessário, mas não sabem como organizar esse conhecimento ou como levar esse conhecimento até o seu público.

Baseado na informação acima não posso determinar a idade, o sexo e nenhum outro dado necessário para traçar uma “persona”, mas posso ir em busca de pessoas que tem esse problema ou que pensam em “ter esse problema” num futuro próximo.

Não tenho nada contra outros métodos, mas esse é o que sempre funcionou para mim.

Passo 2- Crie uma comunidade em torno de você

criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Depois que seleciono meu público alvo, posso então trabalhar no passo 2, reunir essas pessoas a minha volta, para que eu possa ajudá-las a resolver alguns desses problemas. Meu foco é realmente ajudar essas pessoas, deixando claro para elas o meu conhecimento no assunto, o que vai me gerar autoridade.

Para isso crio um grupo no Facebook e procuro promover ele para pessoas que se interessem pelo assunto discutido. NUNCA adiciono pessoas a esse grupo, e sugiro que não faço isso. Convide as pessoas, crie um texto e publique em grupos relacionados (se isso for permitido) e também no seu perfil. Se tiver um blog, escreva um artigo e divulgue.

Faça vídeos, resumindo, divulgue de todas as maneiras possíveis para que seu público alvo possa ser alcançado.

Nesse grupo você deve publicar solução para os problemas desse público e sempre se colocar a disposição para ajudar a solucionar problemas. Mostre que você realmente quer ajudar e não apenas ganhar dinheiro em cima daquele tipo de problema.

A cada solução que você der, maior será o reconhecimento daquele público de que você entende do que está falando.

Passo 3- Crie uma recompensa digital irresistível

criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Alguns gostam de chamar de isca digital, mas eu prefiro o termo recompensa. Pode ser um e-book, um vídeo, um artigo, um hangout ao vivo ou até mesmo um pequeno curso online, o importante é que seja algo que esse público queira.

Como descobrir isso? Depois que tiver seu grupo, basta fazer uma pequena pesquisa dentro do grupo, perguntando o que eles mais precisam. Você vai se surpreender com as necessidades das pessoas, por mais que seja experiente no assunto e vai entender por que criar um infoproduto sem consultar o público alvo é um erro grave.

Recentemente criei um grupo no Facebook para pessoas interessadas em criar um curso online ou então em ser afiliado profissional, em tempo integral. Depois criei uma enquete com a seguinte pergunta

Qual a sua dúvida, relacionada a criação de infoprodutos ou trabalhar como afiliado profissional (em tempo integral)?

e a mais votada foi…

“Como criar uma lista de pessoas interessadas no meu curso…”

Então esse artigo é uma necessidade de meu público alvo. E não tive que ficar inventando ou fazendo pesquisas mirabolantes. Bastou perguntar e eles me responderam.

Como está lendo esse artigo, talvez queira fazer parte desse grupo (olha eu usando o passo 2).

→ Participe de nosso grupo no Facebook

Passo 4- Crie uma página de captura

criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Os iniciantes começam por esse passo, pois ouviram dizer que o dinheiro está na lista… Eu prefiro ter uma lista responsiva, de pessoas que já conhecem meu trabalho e minha autoridade no assunto, quando vou lançar um novo curso.

Para criar sua página de captura você pode usar vários plugins para WordPress que existem no mercado, mas essa é a parte técnica e isso você aprende assistindo os próprios vídeos de suporte da ferramenta que escolher trabalhar.

O que você precisa ter, quando vai criar sua página de captura, é uma estratégia preparada. O que você vai oferecer se o produto ainda está em desenvolvimento? O que vai oferecer se o produto já está pronto? Isso faz parte da estratégia de vendas, ou se preferir, funil de vendas do e-mail marketing.

Uma estratégia que gosto e recomendo é não oferecer o produto logo de cara. Comece por entregar a recompensa digital criada no passo 3 e depois envie mais conteúdo por uns 4 dias, para somente depois começar a falar sobre o curso.

3 e-mails (1 por dia) oferecendo o produto já são suficientes, após os dias com o conteúdo (artigos, vídeos, etc). O último e-mail pode ser mais agressivo, deixando claro que será a última vez que você está oferecendo esse conteúdo para ele, pois não quer mais incomoda-lo.

Essa técnica é tão poderosa que você vai receber e-mails de pessoas te pedindo desculpas por não poder comprar naquele momento.

Passo 5- Consiga público para essa página

criar uma lista de pessoas interessadas no seu infoproduto

Agora chegou o momento de conseguir público para sua página de captura, mas antes disso, faça os 4 passos iniciais ou todo esforço que fizer nesse passo será perdido. Você pode divulgar de todas as maneiras que usou para divulgar seu grupo, mas também em outras redes sociais e, principalmente, no grupo que criou.

Mostre ao grupo que você não criou apenas mais uma página de captura e sim que criou uma recompensa que vai realmente resolver imediatamente um problema daquele público.

Esse é o seu momento, se você se preparar muito bem nos primeiros passos, pois quem se convencer da sua vontade de ajudar, vai entrar no seu funil e pode se transformar em um aluno (por favor, não use a expressão cliente… [quem foi na minha palestra no Afiliados Brasil 2016 vai entender o porque].

→ Gravação palestra Afiliados Brasil 2016

Passo 6- Agora você já tem seu público, basta fazer a oferta

Eu disse que seriam 5? Pois é, mas vou me adiantar e já ter dar o próximo passo… bem resumidamente, é claro, apenas como introdução.

A partir do momento que tem seu público, você já pode fazer a oferta e começar a vender seu curso. Fazer a oferta não é somente mandar um resumo do que é o curso e o link para comprar.

Você precisa criar sua página de vendas, convencer afiliados a divulgarem seu produto e ter já seu curso em uma plataforma com área de membros.

Isso dá trabalho, então enquanto vai fazendo os 5 passos, aproveite para também aprender a fazer o passo 6 para que tudo corra bem no seu lançamento.

Eu vou pegar na sua mão e te ajudar a fazer!

Para te ajudar no passo 6, que é complexo, quero te apresentar o livro “O Círculo de Criação do Infoproduto Perfeito”. Esse não é um treinamento online ou um e-book, é meu primeiro livro físico, em papel.

No livro ensino tudo que faço para criar infoprodutos e também para conseguir pessoas interessadas em comprar o infoproduto.

Se quer mais detalhes sobre o livro, acesse o botão abaixo agora mesmo.

Lembrando que não é um livro digital e sim um livro impresso.

Qualquer dúvida, basta deixar um comentário.

Como Criar um Negócio Lucrativo na Internet - Baixe Grátis!

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Clube do Marketing Digital e do evento presencial Vá para o Próximo Nível.

Website: https://gustavofreitas.net

47 Comentários

  1. Pingback: Com esse plugin GRÁTIS você integra o E-goi e Wordpress

  2. Oi Gustavo, há muito tempo eu quero lançar mas ainda não consigo, já tenho o público, já tenho o problema a ser solucionado para eles (e não são poucos), mas a estruturação é que está dando dor de cabeça hehe. Não quero lançar pra ser mais um (apesar de que o nicho a que me refiro é praticamente não tem infoprodutos) pra não dizer nulo, mas me falta ainda mais conhecimento para elaborar de uma maneira que eu não possa ser queimado ou dito com falta de verdade.

    Já aconteceu isso? De ter um público sedento para um conhecimento X e vc ter a solução mas não conseguir atender rapidamente por ainda não estar bem estruturado?

    • Pela experiência que tenho em planejamento educacional, esse nunca foi o meu problema. Penso que feito é melhor que perfeito. Sugiro que siga em frente.

  3. Ótimas dicas, já venho te seguindo a um tempo e estou aprendendo muito só com seus conteúdos gratuitos, valeu… Forte abraço e vamos avançar!!!

  4. cristinasss40

    Olá Gustavo! Seus conteúdos sempre práticos. Eu entrei para o Clube do Marketing Digital.porque achei você simples e direto, não enrola. Eu gostaria de um conselho, eu tenho um blog a pouco menos de um ano, e identifiquei dois bons temas, são os dois artigos com mais buscas do meu blog, e sempre os reescrevo baseada nos termos de busca, para deixá-los mais completos e funciona, porque as buscas só aumentam por eles e são temas pouco falados no meu nicho. Eu nunca fiz um infoproduto, mas comecei a escrever um e-book sobre as principais dicas baseadas nas buscas, mas o seu artigo descreve muitos outros passos, agora a pergunta, para um infoproduto com ticket baixo, 7,00, eu poderia só contar com os meus visitantes e a minha lista de e-mail com quem mantenho contato?

    Muito obrigada de qualquer forma!

    • Olá Cristina. Para um produto com preço baixo como R$7,00 não é mesmo necessário fazer esses passos.
      Abraço.

      • cristinasss40

        Muito obrigada! Vou terminar o seu curso de Infoproduto de sucesso primeiro. Você tem uma abordagem excelente, simplifica o processo. Obrigada pela resposta!

  5. Camila Alves

    Gostei da sua postagem, sempre estou visitando seu blog e lendo suas postagens.. Seu blog está salvo em meus favoritos..

    Parabéns!

    Amo seu blog ❤..

    Meu Blog tudosobreobadoo.com

  6. André Luiz Ramos Gurgel

    Gostaria muito de estar nesse evento!

  7. Marcos Borguesão

    Muito bom mesmo seu artigo, simples e objetivo, gratidão.

  8. Carlos Oliveira

    Excelente Gustavo !

  9. Gostei do artigo, mais não consegui passa da primeira parte! Eu não sei como descobri a verdadeira dor ou problema que determinado publico tenha baseado nas soluções quero oferecer. Porque os problemas que eu acreditava poderia resolver, não são as mesma dores que publico alvo tem focado, tem pedido o sono. E pior mesmo perguntado eles não falam. Como eu faço descobri?

    • Cristiano, a verdade é que você não vai procurar o problema baseado “nas soluções quero quero oferecer”. Você precisa entender o problema e oferecer a solução que o público precisa e não a que você quer oferecer, pelo menos no começo. Um bom começo para entender isso são as ferramentas de pesquisa de palavras chave.

  10. Excelentes dicas, principalmente àquela relativa a criação de uma comunidade.

    Sem dúvida, quando existem muitas pessoas falando sobre determinado produto, e tendo resultados com ele, isso faz total diferença.

    Parabéns, Gustavo, ótimo artigo!

  11. Muito bom Gustavo. A técnica do grupo no facebook é muito boa e traz resultados. Também nunca me apeguei a essa questão de avatar, persona e etc, sempre foquei naquilo que eu era bom e que o mercado precisavam,e como vc, vem dando certo pra mim também.

  12. Valéria

    Um dos mais proveitosos artigos que eu já li. Estou começando a me apaixonar pelo marketing digital.

  13. Show Gustavo! É isso aí!
    Só me tira uma dúvida: num grupo no facebook, qual a frequencia ideal de, postagens para oferecer um produto?
    Para não correr o risco de se tornar chato.
    E devemos ir diversificando o que postamos?

  14. Grande, Gustavo

    Às vezes nos falta inspiração ou até dá um “Branco” na hora de escrever… Mas você entregou uma Dica que achei excelente pois saber o que o público alvo necessita de verdade faz toda a diferença e com uma simples pergunta [pesquisa], você nos entregou um Conteúdo de Valor.
    Não consegui ir na sua palestra, mas você fala sobre falar que é um Aluno e não um Cliente certo…então seguindo este exemplo posso dizer que Consumidor: É alguém que compra um produto/serviço e Cliente/Aluno: É alguém que está sob a proteção de outro, ou seja enquanto na definição de Consumidor o público é tratado como alguém que gasta dinheiro com algo que você vende, o Cliente/Aluno assume o papel de alguém que é cuidado por você, alguém que você realmente se preocupa e quer ajudar.

    Espero ter contribuído
    Forte Abraço

  15. Muito bom Gustavo!

    Sei que para se ter sucesso no mundo digital, como também no mundo físico, é necessário muito trabalho, e realmente uma das grandes dificuldades para quem está iniciando no marketing digital é criar uma lista de pessoas interessadas no seu nicho.

    Claro que sempre podemos melhorar, mas acredito que esses passos que você nos mostrou são suficientes para construir uma boa lista e utiliza-la para gerar bons resultados.

    Gostei da abordagem no foco no problema, pois não restringe o público alvo abrangindo todas as pessoas que precisam resolver o problema e não apenas um pequeno público específico o que pode excluir muitas pessoas que podem se beneficiar da solução que foi criada.

    • Fábio, obrigado pelo comentário.
      Espero que possa colocar em prática e ter resultados.
      Sucesso.

  16. Gustavo, muito bom! Muito bem mesmo! Excelente!

    Abriu minha mente para enxergar aquela luzinha que já estava piscando, mas estava ofuscada. Obrigado!

  17. Muito bom artigo Gustavo. Conteúdo assim passo a passo e de forma objetiva ajuda muito pra que possamos organizar nossas idéias que as vezes ficam meio soltas. Parabéns!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.