O que eu aprendi assistindo Star Wars – O Despertar da Força (sem spoiler)

Nesse artigo quero te passar “O que eu aprendi assistindo Star Wars – O Despertar da Força”. Prometo que não farei spoiler para não atrapalhar os que ainda não assistiram. Então esse artigo não será um resumo do filme e nem a minha impressão sobre o que aconteceu na “telona”, mas sim o que aconteceu fora dela. Com o público.

O que eu aprendi assistindo Star Wars – O Despertar da Força

O que eu aprendi assistindo Star Wars - O Despertar da Força

Se você não sabe a sequência de lançamento dos filmes Star Wars, segue abaixo:

  • Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança – 1977
  • Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca – 1980
  • Star Wars Episódio VI: O Retorno de Jedi – 1983
  • Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma – 1999
  • Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones – 2002
  • Star Wars Episódio III: A Vingança dos Sith – 2005
  • Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força – 2015

Essa cronologia é importante para você entender o que vou revelar. Note que, entre o primeiro filme (1977) e o sexto filme (2005) se passaram 28 anos. E uma legião de fãs surgiu durante esses longos anos. E com o sexto filme a saga terminou… pelo menos era isso que todos acreditavam, até que surge a promessa de um novo filme… e isso gerou uma loucura mundial entre os fãs.

Dito isto, posso seguir com o meu texto.

Mas… preciso dizer o seguinte. Não importa se você é fã ou não da saga Star Wars, o que vou te passar nesse artigo pode te ajudar a levar seu negócio online para o próximo nível.

O que vou te passar é baseado apenas no que percebi dentro do cinema, não antes.

1- A fila está viva

Já na fila para entrar na sala fica óbvio que é fã e quem está ali apenas para “estar na moda” do momento. A fila está viva, se movimenta, as pessoas estão trajadas de personagens (cosplay) e não param de se movimentar. A ansiedade é muito grande.

O que eu aprendi assistindo Star Wars - O Despertar da Força 1

Eu aprendi que muitas pessoas podem entrar nos meus blogs ou até fazer meus cursos, mas somente aqueles que se identificarem (não vou chamar de fã, pois não estou com essa bola toda) com meu trabalho e metodologia de ensino é que vão fazer a diferença na fila. Que vão chamar a atenção e contagiar os outros.

2- Fãs são movidos pelo frenesi

Frenesi é definido no Dicionário Informal como…

1. Delírio, desvario, tresvario.
2. Entusiasmo delirante; excitação, arrebatamento.
3. Atividade sucessiva; agitação, impaciência, inquietação.
4. Impertinência, importunidade, enfado.

E posso te garantir que vi quase tudo isso na fila de espera e depois dentro da sala de exibição. Tiveram que liberar mais cedo, pois a fila estava obstruindo outras salas e esperamos por 10 longos minutos (acho que foram umas 15 horas, mas minha esposa garantiu que foram menos de 10 minutos) até começar a sessão.

Ninguém queria trailer e a cada trailer que começava era uma agitação só… parecia mesmo um frenesi alimentar dos tubarões… acho que se tivesse mais um… apenas mais um trailer, a coisa ia sair dos trilhos kkk

Eu aprendi que preciso atingir, com meu conteúdo, aquilo que meu público alvo mais deseja. Enquanto estiverem no meu blog, cursos, etc, que se sintam em paz, para que queiram sempre consumir mais desse conteúdo. E que fiquem ansiosos por mais.

3- As cenas nos fazem vibrar

A imagem abaixo não é brincadeira. Na sala que estava foi quase assim… só faltou o pessoal ficar de pé durante o filme. Os fãs vibravam a cada aparição, a cada cena emblemática para a saga, a cada desfecho que remontava a… opa, não vou falar mais…

fãs star wars

O que posso garantir é que uma sensação incrível passou na minha cabeça e corpo e de todos os fãs que estavam dentro da sala. Os que não eram fãs, ficaram perdidos, é claro. Minha filha mais nova, ao meu lado, que nasceu no ano de lançamento do quinto filme, em determinado momento, virou pra mim e disse…

“Nunca senti algo assim assistindo um filme… tô trêmula…”

Eu aprendi que ter fãs ou seguidores fiéis é tudo que eu quero… isso traz uma responsabilidade que tem o peso de uma montanha, mas traz também uma vontade de sempre querer fazer e entregar o melhor para não decepcionar essas pessoas.

4- Somos movidos pelas emoções

Todos sabem disso… mas foi uma constatação na hora. Quando o filme terminou houve aplausos e, garanto, se houvesse dentro da sala um local reservado para venda de produtos da saga, não teria sobrado nada para contar a história.

A emoção ou comoção sei lá… entre os fãs era tão grande e tudo se misturava agora. Alegria, tristeza, frenesi, loucura, amor, paixão, ódio… Todas as emoções estavam afloradas.

fãs star wars e

Eu aprendi que, se temos um produto, um blog, um canal no Youtube que empolga e emociona as pessoas, precisamos dar ainda mais a eles. Entregar mais valor e também possibilitar a eles adquirir algo que os identifique com nossa marca ou produto.

Recebo pedidos de canecas, camisetas e tudo mais sobre meus cursos e aprendi que existe mercado para isso. Um exemplo é a foto abaixo, que tirei junto com o Victor Palandi no Search Masters Brasil, usando uma camisa do Clube do Marketing Digital e que gerou vários pedidos entre os alunos do Clube do Marketing Digital.

Gustavo freitas e victor palandi

Como você pode usar esse conhecimento para seu negócio?

Espero que o artigo te ajude a entender como é importante pensar fora da caixa hoje em nosso mercado. Olhar para algo diferente, que possa engajar pessoas e levá-las a seguir seu trabalho, a confiar no que você faz e a exigir que você sempre procure manter a qualidade no seu trabalho.

Se ficou qualquer dúvida, se quer colaborar com o artigo, fique a vontade, use os comentários abaixo.

Rate this post

REVELADO a técnica que usei para ganhar R$ 1.091,80 em menos de 48 horas

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Método Start.

Website: http://gustavofreitas.net

21 Comentários

  1. Muito bom este artigo, sou seu fã…..

    Parabéns!

  2. Suely

    Parabéns, ótimo artigo! Já sou sua fã. Feliz Ano Novo!!!
    ]

  3. Helderson Rodrigo

    Gustavo, como faço para me cadastrar no clube do marketing digital?

  4. Ermelino

    Nossa! Que beleza de artigo Gustavo! Quanta coisa podemos aprender com os acontecimentos a nossa volta, seja pelos filmes ou na vida real. Basta que sejamos capaz de da a nós mesmo essa chance.
    Abraços Ermelino

  5. Cara, ainda não anistia o filme, mais já deu pra sentir a emoção.
    Quanto ao aprendizado que o Gustavo. F nos proporcionol com uma grande visão, trazendo para os negócios online.
    Digo esse artigo ilustra exatamente o que os criadores de conteúdos devem entregar para os seus seguidores, onde que nesse conteúdo possa trazer e desenhar todas essas emoções citadas que o Gustavo observou fora.

    A expectativa, ansiedade, desejo, etc.. devem estar contidos em cada post ou artigo, video para os seus seguidores.

    Assim, concerteza entregando um conteúdo de qualidade como no filme, teremos um público fiel e por várias gerações

  6. Dia 11 ultimo, meu casal filhos de 20 e 15 anos foram assistir a um show espetacular do David Guilmour, que os veteranos se lembram da lendária banda Pink Floyd, foram todos as lágrimas com a oportunidade única de ver uma lenda viva e fora isso não deixaram de trazer copos, bones, camisetas, etc,tudo adquirido na loja oficial durante o show, ai nesta semana aconteceu a estreia da saga Star Wars, ai lá vamos nós deixa-los no cinema para a estreia a meia noite, frenesi total. E para encerrar ontem fomos eu e a esposa, curtimos muito e olha só, comprei o combo de pipoca, refri, fini com personagens e almofadinha e a pipoca veio no baldão personalizado que trouxe para casa. Americano é bom de marketing desde sempre. Por aqui engatinhamos nessa área. Valeu Gustavo.

  7. Bom Dia Gustavo!

    Nunca vi um filme causar tanta revolução como este.
    Quando o primeiro foi lançado, eu tinha treze anos de idade,mas no meu bairro não tinha luz elétrica e tv nem se fala. Quando tivemos eletricidade e uma tv já estavam repetindo o filme. Eu vi algumas partes mas nunca acompanhei a série toda. Agora acho que vou procurar no YOUTUBE e ver se entendo todo esse frenesi mundial.

    Quanto ao seu post, é um show a parte.
    Gosto quando você faz um post usando a situação do momento.

    Um abraço.

    Rosangela Rodrigues

  8. Olá Gustavo!

    Muito bom o artigo meu amigo, eu sou fã de carteirinha, ainda não assisti o filme.

    Sua análise é bem assertiva e lógica. Ter uma legião de seguidores é o sonho de muitos empreendedores e um mundo cada vez mais digital é um grande desafio.

    Forte abraço

    Jan Carle

    PS. Que a força esteja com você, rsrs.

  9. Ótimo texto, Gustavo!
    Mas, como fã da saga devo esclarecer que ela não terminou com o último filme
    e sim continuou em outras mídias como livros e quadrinhos.
    Enfim, ainda não assisti o filme, mas vou ver se assisto amanhã mesmo,
    e essa saga realmente ensina como criar algo de sucesso e lucrar bastante com isso,
    que o diga o George Lucas, o criador da série, e agora a Disney, atual detentora dos direitos.

    • Thiago, quando digo que a saga terminou, estava me referindo aos filmes, é claro.
      Abraço.

Deixe uma resposta